sábado , 16 fevereiro 2019
Home / A Opinião dos Leitores / Bolsonaro causa nova polêmica ao fazer criança simular uso de arma de fogo

Bolsonaro causa nova polêmica ao fazer criança simular uso de arma de fogo

20180720182910193730e

 

Nas redes sociais, a foto do pré-candidato com a menina no colo rendeu críticas de internautas e de outros políticos

Durante um compromisso de pré-campanha em Goiânia, o deputado federal Jair Bolsonaro protagonizou mais uma polêmica. Imagens divulgadas nas redes sociais mostram o parlamentar com uma criança no colo durante um discurso.

A menina, que aparenta ter menos de três anos de idade, faz um símbolo com as mãos que representa o uso de uma arma de fogo.

A cena ocorreu em meio a uma multidão de seguidores do político, em cima de um trio elétrico. Algumas pessoas estranharam o fato, mas a maioria aplaudia e gritava palavras de ordem em apoio ao pré-candidato. As fotos geraram polêmica nas redes sociais e críticas de políticos.

“Bolsonaro, em Goiânia, pegou uma criança no colo e incentivou gesto simbólico de uma arma empunhada. Eu, como pai, sinto nojo e lamento uma pessoa dessa estar solta por aí, destilando ódio. Bolsonaro não é um adversário eleitoral, é adversário do Brasil”, postou no Twitter o pré-candidato do Psol à Presidência, Guilherme Boulos.

Bolsonaro alegou que não estava no local para fazer campanha, mas prometeu liberar a posse de arma de fogo para todos os cidadãos, caso seja eleito. Em seguida, o pré-candidato seguiu para a cidade de Rio Verde, também em Goiás, onde participou de uma feira agropecuária.

Ao ser procurado pela reportagem, por meio de sua assessoria de comunicação, o parlamentar não se manifestou sobre o assunto. No gabinete do deputado, na Câmara, ninguém atendeu as ligações.

Tags #bolsonaro #criança #arma

Veja Também

C6F51D27-5CB0-44BD-889A-00F1F95DEDE4.jpeg

Exclusivo: corretor de imóveis, candidato a vereador derrotado, só com ensino médio, é nomeado por Caiado para ser coordenador de Educação em Novo Gama

Marcelo Cavalcante, candidato a vereador derrotado pelo DEM na Cidade Ocidental, entorno de Brasília e corretor de imóveis, foi nomeado por Caiado para ser o coordenador de Educação da regional de Novo Gama.
O governador atendeu indicação do deputado José Nelto, contrariando o discurso caiadista de que não haveria ingerência política na Seduce.
Tudo isso já é estranho, mas o que espanta mais é que Marcelo só tem o ensino médio, o que o desqualifica totalmente para o cargo.

O post Exclusivo: corretor de imóveis, candidato a vereador derrotado, só com ensino médio, é nomeado por Caiado para ser coordenador de Educação em Novo Gama apareceu primeiro em Goiás 24 horas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *