domingo , 24 março 2019
Home / Notícias / Goiás / Críticas contundentes de Talles ao governo deixam Caiado e aliados sem reação. Imprensa repercute

Críticas contundentes de Talles ao governo deixam Caiado e aliados sem reação. Imprensa repercute

As críticas contundentes ao governo feitas na sexta-feira (11) pelo deputado estadual Talles Barreto (PSDB) deixaram Ronaldo Caiado (DEM) e aliados sem reação. A imprensa repercute as declarações do tucano, que classificou de “levianas” e “irresponsáveis” as acusações de corrupção na Agetop feitas pelo governador durante entrevista à CBN Goiânia.

Talles disse que, com as falsas acusações, Caiado tenta desviar o foco da paralisia de sua gestão, exposta pelo calote na folha de dezembro e pela ausência de medidas mesmo após quase 15 dias de governo. Os jornais O Popular e Diário da Manhã publicam em suas edições deste sábado as declarações do líder tucano.

“O governador Ronaldo Caiado (DEM) fez nesta sexta-feira, 11, durante entrevista à CBN Goiânia, acusações irresponsáveis e levianas contra a Agência Goiana de Transportes e Obras (Agetop), a diretoria anterior , seu corpo técnico e de funcionários, que, desde a criação do órgão, vem prestando relevantes serviços à população do Estado”, disse Talles.

“Se quiser insistir mesmo na mudança do nome de um órgão que é referência no país e orgulho da engenharia goiana, poderia, dentro do princípio de desprezo e deboche com que está tratando o funcionalismo público estadual, mudar o nome da Agetop para Caiatop, Familiotop, Primotop ou Caiadolandia”, disse Talles, ironizando a proposta de Caiado de mudar a nomenclatura da agência. “Goiás precisa de muito mais ação, de muito menos bravatas e mais responsabilidade nas ações e na postura do governador”, afirmou.

O post Críticas contundentes de Talles ao governo deixam Caiado e aliados sem reação. Imprensa repercute apareceu primeiro em Goiás 24 horas.

Veja Também

Solução com ponte do Exército não é novidade: Marconi usou em Itaberaí (2011) e entregou ponte nova em 150 dias

A ação de chamar o Exército para erguer ponte provisória não é novidade. Assim como Caiado faz agora na GO-060, o ex-governador Marconi Perillo fez o mesmo em 2011, em Itaberaí, quando a GO-070 acabou sendo destruída pelas fortes chuvas. A diferença é que, na época, Marconi não enrolou e a construção da ponte provisória começou rapidamente e a estrutura definitiva ficou pronta em 150 dias.

O post Solução com ponte do Exército não é novidade: Marconi usou em Itaberaí (2011) e entregou ponte nova em 150 dias apareceu primeiro em Goiás 24 horas.