terça-feira , 11 dezembro 2018
Home / Notícias / Goiás / Empresariado vai ao Palácio dizer que reconhece esforço de Marconi e Eliton por Anápolis

Empresariado vai ao Palácio dizer que reconhece esforço de Marconi e Eliton por Anápolis

O empresariado do município de Anápolis, que tradicionalmente confere votações consagradoras ao ex-governador Marconi Perillo, foi ao Palácio das Esmeraldas nesta quinta-feira dizer que reconhece o esforço dele e do governador José Eliton (PSDB) para impulsionar a economia da cidade. 

“Nós viemos agradecer ao governador pelos importantes projetos e obras que foram desenvolvidos e entregues em Anápolis, como, por exemplo, o Centro de Convenção e o Aeroporto de Cargas”, disse presidente da Acia, Anastacios Apostolos Dagios.

O presidente da Facieg, Ubiratan da Silva Lopes, deu declarações parecidas. “Marconi e José Eliton têm sido parceiros incondicionais no que diz respeito à parte industrial do município. Isso nos mostra que eles têm uma visão moderna, que contribui cada dia mais para o desenvolvimento não só de Anápolis, como de Goiás”, disse.

Oficialmente, a audiência foi para discutir a realização de um seminário. Mas teve um significado político que extrapolou a pauta. 

O post Empresariado vai ao Palácio dizer que reconhece esforço de Marconi e Eliton por Anápolis apareceu primeiro em Goiás 24 horas.

Veja Também

Crise: Adial não aceita texto de incentivos fiscais aprovado pela Assembleia e reunião para sanção ainda não começou

A Adial pode boicotar a solenidade de sanção dos incentivos fiscais marcada para a manhã desta terça-feira, 11, porque discorda do texto do deputado estadual Lívio Luciano (MDB) aprovado pela Assembleia Legislativa. A solenidade, que estava marcada para as 9 horas, no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, com a participação do governador eleito Ronaldo Caiado (DEM) ainda não começou e pode até não ocorrer.

O post Crise: Adial não aceita texto de incentivos fiscais aprovado pela Assembleia e reunião para sanção ainda não começou apareceu primeiro em Goiás 24 horas.