domingo , 20 janeiro 2019
Home / Notícias / Goiás / IBGE mostra que produção industrial goiana vem crescendo há 12 meses

IBGE mostra que produção industrial goiana vem crescendo há 12 meses

A produção industrial goiana registra crescimento de 1,4% nos últimos 12 meses. A fabricação de produtos farmoquímicos e farmacêuticos e a de veículos automotores, reboques e carrocerias sustentaram o crescimento da atividade industrial no Estado, de junho de 2017 a julho último, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE), divulgados nesta terça-feira (11/09).

De acordo com os técnicos do IBGE, a atividade industrial goiana continua positiva, no acumulado de 12 meses, por conta do crescimento da atividade nos meses de setembro, outubro e novembro do ano passado, quando o setor chegou a crescer 18,5% no Estado, batendo recorde nacional.

Em Goiás, a exemplo do que ocorre nos demais Estados, a atividade industrial que tem o maior peso nas estatísticas é o de fabricação de produtos alimentícios, que no Estado caiu -5,6%, pela menor produção de açúcar cristal, reflexo ainda da crise dos caminhoneiros que estrangulou todo o sistema de logística.

No Brasil, a produção industrial mostra crescimento médio de 3,2% nos últimos 12 meses, porém registra queda de -0,2% em julho na comparação com junho último.

A perspectiva dos técnicos da Secretaria estadual de Desenvolvimento (SED) é de retomada do crescimento industrial, já que a economia tem mostrado sinais de reação positiva, o que puxa, automaticamente, a produção industrial.

O post IBGE mostra que produção industrial goiana vem crescendo há 12 meses apareceu primeiro em Goiás 24 horas.

Veja Também

Voz das ruas sobre o calote: “Caiado nunca precisou viver de salário e por isso não está nem aí para os servidores”

Estão completamente enganados aqueles que ainda acreditam que a revolta a indignação com o calote salarial promovido pelo governador Ronaldo Caiado (DEM) e pela supersecretária e primeira-ministra forasteira Cristiane Schmidt (Economia) se restringe aos servidores de bolsos vazios. O debate está nas ruas e, por onde se anda, brotam as críticas contra o descaso flagrante e profundo da administração caiadista com seus funcionários.

O post Voz das ruas sobre o calote: “Caiado nunca precisou viver de salário e por isso não está nem aí para os servidores” apareceu primeiro em Goiás 24 horas.