domingo , 24 março 2019
Home / Notícias / Goiás / Irritado com reportagem do Valor, Caiado amassa e atira ao lixo edição do jornal, que desmente fake news sobre queda de Goiás no rating da STN

Irritado com reportagem do Valor, Caiado amassa e atira ao lixo edição do jornal, que desmente fake news sobre queda de Goiás no rating da STN

O governador Ronaldo Caiado (DEM) reagiu com extrema irritação à reportagem do jornal Valor Econômico de sexta-feira (11) que desmentiu suas fakes news sobre a queda de Goiás no rating da Secretaria do Tesouro Nacional (STN). Segundo relatos, depois de ler a matéria, Caiado amassou e atirou ao lixo a edição do jornal.

O Valor traz o desmentido da STN sobre a redução do rating de Goiás de C para D, fake news propagada por Caiado. “Procurado pela reportagem, o Tesouro informou que ‘de acordo com os dados de 2017, o rating do Estado é C’ e que ‘ainda não é possível saber se o Estado será rebaixado para D porque os demonstrativos de 2018 ainda não foram publicados'”, informa o Valor.

A reportagem também publica informações dos ex-governadores José Eliton e Marconi Perillo, do PSDB, que desmontam a versão de terra arrasada repetida diariamente por Caiado. No texto, José Eliton afirma que Caiado “usa o não pagamento de parte da folha de dezembro e as dificuldades da atual gestão como bode expiatório para reforçar seu discurso eleitoral de terra arrasada e para fugir da necessidade continuada de ajuste fiscal”.

Marconi, por sua vez, afirma que a versão de Caiado de que não pagou a folha de dezembro porque o empenho não foi feito pela gestão passada. “A qualquer momento o empenho da folha pode ser feito sem prejuízos à administração pública, tanto que situações como essa não são inéditas. É apenas uma questão de prioridade da administração pública”, afirma o ex-governador, em declaração publicada pelo Valor.

O post Irritado com reportagem do Valor, Caiado amassa e atira ao lixo edição do jornal, que desmente fake news sobre queda de Goiás no rating da STN apareceu primeiro em Goiás 24 horas.

Veja Também

Iris não pagou data base dos professores municipais e quis dar aumento de 400% a outras categorias

Em desrespeito à categoria, Iris fez o não pagamento da data base dos professores municipais. O projeto foi aprovado em outubro passado na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. Agora, ele está parcelado. “O prefeito mandou atualização salarial para a Casa, de duas carreiras municipais de mais de 400%. E não foi cogitado aumento […]

O post Iris não pagou data base dos professores municipais e quis dar aumento de 400% a outras categorias apareceu primeiro em Goiás 24 horas.