segunda-feira , 18 junho 2018
Home / Notícias / Goiás (page 20)

Goiás

Após redução no RJ e MS, outros 4 estados avaliam baixar ICMS do diesel

cavalcante-1.jpg


Governos do Acre, Amapá, Espírito Santo e Sergipe avaliam uma redução das alíquotas do tributo. Já 17 estados e o DF descartam a possibilidade. Preço médio do diesel caiu R$ 0,35 na última semana. Andréa Resende/ G1 Além do Rio de Janeiro e do Mato Grosso do Sul, que reduziram neste mês a alíquota do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre o diesel, outros 4 estados avaliam uma diminuição do tributo, segundo levantamento do G1. São eles: Acre, Amapá, Espírito Santo e Sergipe. O governo do Rio de Janeiro reduziu a alíquota de 16% para 12%. Já em Mato Grosso do Sul, o percentual caiu de 17% para 12%. A mudança nesses estados aconteceu após a greve dos caminhoneiros em meio a compromissos assumidos pelos governos para reduzir o preço do diesel e garantir o fim das paralisações. Das 27 unidades da Federação, 17 descartam a possibilidade de avaliar uma redução das alíquotas sobre o diesel, citando sobretudo falta de espaço fiscal para abrir mão desta arrecadação. Outros 4 estados não responderam. Atualmente, as alíquotas de ICMS para o diesel variam no país de 12% a 25%. Essa diferença de tributação é um dos fatores que explicam a variação de preços dos combustíveis entre os estados. A alíquotas mais altas são as do Amapá (25%) e Maranhão (20%). A mais baixa, de 12%, é praticada atualmente por 7 estados: Espírito Santo, Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Em 3 estados, o ICMS foi elevado no ano passado: na Bahia, a alíquota subiu de 17% para 18%; em Goiás, de 15% para 16%, e no Piauí, de 17% para 18%. ICMS sobre diesel no Brasil Infografia G1 O que dizem os governos No Amapá, que possui a maior alíquota do país para o diesel, de 25%, o governo estadual já anunciou a intenção de reduzir o percentual de ICMS para 17%. Mas ainda não há uma data prevista para a mudança e redução depende da aprovaçã de de projetos compensação tributária pela Assembleia Legislativa. No Acre, governo estadual afirmou estar aguardando "anúncios de medidas compensatórias da União" para tomar uma decisão. No Sergipe, o governo não descarta uma redução do ICMS, mas defende um debate com outros estados da região e municípios, além de uma "compensação financeira". Já o governo do Espírito Santo disse que avalia uma redução, mas que para isso é necessário um "esforço nacional pela revisão de tributos que incidem sobre o diesel, capitaneado pela União". Preço de referência do diesel sobe em sete estados Preço de referência do diesel também em discussão Segundo levantamento da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) divulgado na sexta-feira (8), o preço do diesel nos postos ainda não refletiu o desconto de R$ 0,46 anunciado pelo governo. O valor médio do litro nas bombas caiu de R$ 3,828 para R$ 3,482 na semana, um recuo de R$ 0,35. Entenda as medidas anunciadas pelo governo para reduzir o diesel Nos últimos dias, o governo passou a admitir que pode demorar para que todos os estados consigam repassar o desconto de R$ 0,46 e decidiu pressionar estados para a redução imediata do preço de referência sobre o cálculo das alíquotas do ICMS, segundo informou o Blog do Camarotti. No final de maio, durante as medidas em discussão para tentar por fim à greve dos caminhoneiros, 13 governadores recusaram a proposta da equipe econômica do governo federal para reduzir em R$ 0,25 a base de cálculo do ICMS sobre o diesel, o que poderia levar a uma queda de R$ 0,05 no preço do litro nos postos. Nesta 1ª quinzeza de julho, o preço de referência do diesel usado pelos governos estaduais para a cobrança do ICMS subiu em 7 estados, na comparação com o período entre 16 e 31 de maio, o que dificulta que o desconto de R$ 0,46 chegue imediatamente até as bombas de todos os postos do país. Calculado quinzenalmente, o chamado Preço Médio Ponderado ao Consumidor Final (FPMPF) é resultado da média do preço praticado nos postos de cada estado. Apenas em 4 estados, houve queda no preço de referência do diesel após a greve: São Paulo, Espírito Santo, Mato Grosso do Sul e Paraná, o que contribui para o repasse do desconto para o preço cobrando nas bombas nestes estados. Destes estados, entretanto, apenas o ES antecipou o desconto de R$ 0,46. Em SP, a queda foi de R$ 0,37; no Paraná, diminuição de R$ 0,25; e no MS, redução de R$ 0,08. Ministro admite que desconto do diesel deve demorar um pouco mais a aparecer nas bombas Na quarta-feira (6), o ministro admitiu que a redução de R$ 0,46 no preço do litro do diesel para o consumidor "não é imediata", mas disse que isso deve acontecer até o dia 15, quando se espera que a redução de R$ 0,46 nas refinarias já se reflita no preço de referência para a cobrança do ICMS. Estados falam em perda de arrecadação Nos estados em que os preços de referência foram mantidos após o fim da greve, os governos falam em perda de arrecadação e em dificuldade de reduzir os valores da tabela. O governo de Pernambuco, por exemplo, diz que decidiu manter para todo o mês de junho o valor de R$ 3,38, e que o correto seria R$ 3,54. "Isto acarretará em uma perda de arrecadação de R$ 3,5 milhões", informou. Já o governo do Rio Grande do Sul informou que segue utilizando a tabela de abril (R$ 3,35), com um valor 25 centavos abaixo do preço médio do diesel no estado. "A medida significa que o estado deixará de arrecadar algo ao redor de R$ 11,2 milhões ao mês", afirmou. Procurado pelo G1 e questionado sobre as conversas com os governos estaduais em relação às alíquotas de ICMS e base de cálculo do imposto, o Ministério da Fazenda respondeu que "não vai comentar".

Leia Mais »

Temporada 2018 do Goiás Superbike começa em 8 de julho

Depois de muita espera, a Federação de Motociclismo de Goiás (FMG) confirmou para o dia 8 de julho o início da temporada 2018 do Goiás Superbike. O anúncio foi realizado após a conclusão das obras da pista do Autódromo de Goiânia, no fim de maio. Juntamente com a 1ª etapa do torneio estadual, será realizada […]

O post Temporada 2018 do Goiás Superbike começa em 8 de julho apareceu primeiro em Esporte Goiano.

Leia Mais »

Motorista morre após caminhão cair da GO-010 em rio, em Luziânia

acidente.jpg


Bombeiros só conseguiram retirar o corpo cerca de 30 horas depois do acidente. Segundo a corporação, motorista perdeu o controle do veículo após uma curva. Caminhão fica quase submerso em rio de Luziânia Corpo de Bombeiros/ Divulgação Um caminhoneiro de 45 anos morreu, no sábado (9), após cair da GO-010 no Rio São Bartolomeu, em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal. Segundo o Corpo de Bombeiros, ele perdeu o controle da direção após uma curva. “Ele não caiu da ponte, antes da ponte, tem uma curva sinuosa, acentuada, ele passou e entrou direto no rio”, disse ao G1 o major Juliano Borges Ferreira Moraes. O acidente aconteceu por volta das 14h. O caminhão, que estava carregado com areia, tombou e ficou praticamente submerso. Além disso, os bombeiros não encontraram acesso à cabine. Devido à situação que o caminhão parou, a equipe só conseguiu retirar o corpo do motorista quase 30 horas depois, às 19h30 deste domingo (10). No entanto, o caminhão segue no rio. “O caminhão está lá ainda, travado com cabo de aço, vai precisar de uma pá mecânica para fazer uma rampa para arrastar o caminhão”, relatou o subtenente Gilmar Nunes, que coordenou o resgate. Veja outras notícias da região no G1 Goiás.

Leia Mais »

Motorista morre após caminhão cair da GO-010 em rio, em Luziânia

acidente.jpg


Bombeiros só conseguiram retirar o corpo cerca de 30 horas depois do acidente. Segundo a corporação, motorista perdeu o controle do veículo após uma curva. Caminhão fica quase submerso em rio de Luziânia Corpo de Bombeiros/ Divulgação Um caminhoneiro de 45 anos morreu, no sábado (9), após cair da GO-010 no Rio São Bartolomeu, em Luziânia, no Entorno do Distrito Federal. Segundo o Corpo de Bombeiros, ele perdeu o controle da direção após uma curva. “Ele não caiu da ponte, antes da ponte, tem uma curva sinuosa, acentuada, ele passou e entrou direto no rio”, disse ao G1 o major Juliano Borges Ferreira Moraes. O acidente aconteceu por volta das 14h. O caminhão, que estava carregado com areia, tombou e ficou praticamente submerso. Além disso, os bombeiros não encontraram acesso à cabine. Devido à situação que o caminhão parou, a equipe só conseguiu retirar o corpo do motorista quase 30 horas depois, às 19h30 deste domingo (10). No entanto, o caminhão segue no rio. “O caminhão está lá ainda, travado com cabo de aço, vai precisar de uma pá mecânica para fazer uma rampa para arrastar o caminhão”, relatou o subtenente Gilmar Nunes, que coordenou o resgate. Veja outras notícias da região no G1 Goiás.

Leia Mais »

Novo abre 2 x 0, mas Iporá vira e se classifica às oitavas da Série D

De maneira heroica, o Iporá conseguiu se classificar às oitavas de final da Série D. No estádio Ferreirão, o Lobo-Guará saiu de um placar de 2 x 0 e, com direito a gol aos 45 minutos da etapa final, venceu o Novoperário por 3 x 2. Veja como foi o tempo real! Na próxima fase, […]

O post Novo abre 2 x 0, mas Iporá vira e se classifica às oitavas da Série D apareceu primeiro em Esporte Goiano.

Leia Mais »

Clima na base aliada é de empolgação com crescimento de Eliton na Serpes

Os números da pesquisa Serpes/O Popular divulgada neste domingo - e mais especificamente o crescimento do governador José Eliton (PSDB) - injetaram ânimo nos políticos da base aliada. 

O post Clima na base aliada é de empolgação com crescimento de Eliton na Serpes apareceu primeiro em Goiás 24 horas.

Leia Mais »

Casal de namorados e jovem morrem após carro cair em vala às margens da GO-156, em Palmeiras de Goiás

acidente.jpg


Segundo o Corpo de Bombeiros, buraco foi aberto para obras da Ferrovia Norte-Sul. Carro cai em vala às margens da GO-156, em Palmeiras de Goiás Corpo de Bombeiros/ Divulgação Um casal de namorados e um jovem morreram neste domingo (10) em um acidente na GO-156, em Campestre de Goiás, a cerca de 50 km de Goiânia. O carro em que eles estavam caiu em uma vala aberta para obras da Ferrovia Norte-Sul. O Corpo de Bombeiros informou ao G1 que ainda não é possível precisar o horário do acidente. Segundo o capitão Eduardo Monteiro, amigos contaram que o trio saiu de uma festa por volta das 4h30. No entanto, a corporação só foi acionada por volta das 13h. “A gente não sabe o que aconteceu porque há um hiato temporal muito grande. Não sabemos se saíram da festa, foram para algum lugar e decidiram retornar para Campestre mais tarde”, disse Monteiro. Segundo o capitão, ao que tudo indica, o motorista perdeu o controle da direção e caiu na vala. O G1 entrou em contato com a assessoria de imprensa da Valec e aguarda retorno. Acidente na GO-156, em Campestre de Goiás Corpo de Bombeiros/ Divulgação Veja outras notícias da região no G1 Goiás.

Leia Mais »

Eliton não está em campanha mas, assim mesmo, cresce na pesquisa Serpes

Desde que assumiu o comando do Palácio das Esmeraldas no lugar de Marconi Perillo, o governador José Eliton não tem feito outra coisa a não ser administrar. Apresentou medidas impactantes e de fôlego para melhorar a Saúde, a Educação e a Segurança e está percorrendo o interior para vistoriar em entregar obras.

O post Eliton não está em campanha mas, assim mesmo, cresce na pesquisa Serpes apareceu primeiro em Goiás 24 horas.

Leia Mais »

Caiado cai na Serpes/O Popular apesar do ritmo intenso de campanha

Queda do senador nas pesquisas vem justamente no momento em que o governador José Eliton começa e a crescer, de 6,9% para 10%, e em que campanha eleitoral se aproxima.

O post Caiado cai na Serpes/O Popular apesar do ritmo intenso de campanha apareceu primeiro em Goiás 24 horas.

Leia Mais »

Com 1%, Wilder está atrás de Vilmar Rocha, de Pedro Chaves e até de Luis Cesar Bueno. Misericórdia!

O senador Wilder Morais (DEM) deve ter acordado com uma baita dor de cabeça: depois de romper com a base aliada estadual sob o argumento de que seria a grande novidade da eleição para o Senado, ameaçando Lúcia Vânia (PSB) e até quem sabe Marconi Perillo (PSDB), o empresário da construção vê seu projeto eleitoral desmoronar tão rapidamente quanto à queda do edifício em São Paulo.

O post Com 1%, Wilder está atrás de Vilmar Rocha, de Pedro Chaves e até de Luis Cesar Bueno. Misericórdia! apareceu primeiro em Goiás 24 horas.

Leia Mais »