terça-feira , 23 abril 2019
Home / Notícias / Educação / Para garantir maior transparência, Seduc implanta nova metodologia nos Processos Seletivos Simplificados (PSS)

Para garantir maior transparência, Seduc implanta nova metodologia nos Processos Seletivos Simplificados (PSS)

Com o objetivo de garantir maior licitude aos processos seletivos simplificados da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), a Superintendência de Gestão de Pessoas (SGP) está implantando na rede pública estadual um projeto piloto para averiguação dos documentos comprobatórios de escolaridade e de experiência profissional.

O projeto piloto, que começou a ser colocado em prática pela Coordenação Regional de Educação de Goiânia com o chamamento dos primeiros 100 professores inscritos no PSS 009/2018, será apresentado nesta terça-feira (19/3) aos novos coordenadores regionais de Educação.

Manoel Eloy, gerente de Análise e Concessão de Direitos e Vantagens da Seduc, explica que a mudança foi proposta pelo novo superintendente de Gestão de Pessoas, Giordani Lima, para que os PSSs da Seduc possam ganhar maior transparência e licitude. 

Especificamente em relação aos professores, Eloy destaca que o maior rigor na análise da documentação e na comprovação de experiência evitará que um profissional não habilitado possa assumir a sala de aula no lugar de um mais preparado.

“Por determinação da secretária Fátima Gavioli, estamos buscando para a rede pública estadual profissionais cada vez mais capacitados para a função de professor porque isso tem uma relação direta com a eficácia do processo ensino-aprendizagem”.

Metodologia

De acordo com Manoel Eloy, após verificada a veracidade da documentação e da experiência profissional, os professores aprovados no PSS assinarão um termo de dedicação integral e de não acúmulo de cargo público, conforme exigência do edital.

O gerente afirma que a nova metodologia já foi adotada no PSS 009/2018, que convocou 100 professores para Goiânia. “Desses 100 que convocamos nos dias 12 e 13 de março, 64 apresentaram os documentos e 60 foram considerados aptos”, diz o gerente.

Para os candidatos inscritos no PSS 010/2018, que seleciona candidatos para o cargo de apoio administrativo, Manoel Eloy informa que a documentação será avaliada pelas Coordenações Regionais correspondente à cidade onde foi disponibilizada a vaga.

Também foi criada uma comissão da Seduc que será apresentada aos novos coordenadores regionais, assessores financeiros e assessores pedagógicos das CREs nesta terça (19/3), durante encontro de formação que está sendo realizado no Instituto de Educação de Goiás (IEG). A comissão tem como presidente Manoel Eloy; vice-presidente, Jurisleya Pinheiro de Melo Bernardo Lobo (gerente de Avaliação e Desempenho) e secretária, Ádima Rocha Abreu (gerente de Capacitação e Formação).

Superintendente de Gestão de Pessoas da Seduc, Giordani Lima, reforça que as novas regras foram estabelecidas com o intuito de prevenir possíveis irregularidades nos processos seletivos realizados pela Secretaria de Estado da Educação de Goiás.

Veja Também

Etanol caro nas bombas, Caiado tem culpa. Estradas esburacadas, em Goiás dificultam o escoamento do produto

Presidente do Sifaego, André Rocha aponta motivos do etanol caro nas bombas. Na CBN Goiânia, ele listou: muita chuva nos canaviais (atrapalha a colheita); falta de planejamento das distribuidoras de combustíveis (baixos estoques) e estradas esburacadas, em Goiás (dificultam o escoamento do produto).

O post Etanol caro nas bombas, Caiado tem culpa. Estradas esburacadas, em Goiás dificultam o escoamento do produto apareceu primeiro em Goiás 24 horas.