domingo , 24 março 2019
Home / Notícias / Goiás / Tensão aumenta: associações e sindicatos definem data de assembleia geral para tratar sobre calote de dezembro pelo governo Caiado

Tensão aumenta: associações e sindicatos definem data de assembleia geral para tratar sobre calote de dezembro pelo governo Caiado

Conforme o que foi relatado pelos representantes das Entidades, na noite de quinta-feira,10, após encontro realizado no hangar do Estado com o governador Ronaldo Caiado, ouviu-se do mesmo que no momento não há condição alguma do tesouro estadual arcar com a quitação da folha salarial de dezembro/2018, uma vez que aguardam a reunião com a equipe econômica do governo federal, onde se busca a recuperação fiscal,
cujo o principal interesse do governo do Estado é enquadrar nesta recuperação, mostrando que as despesas são maiores que a receita. Dessa forma,  somente após o veredito da equipe econômica federal é que pode-se começar o processo para encontrar uma forma de quitar a folha, podendo ser dividida em várias vezes e sem previsão de início para pagamento.
Entranto, no processo de recuperação fiscal, o governo não poderá conceder nenhum benefício aos servidores, tais como reajuste salarial, promoções e outros.

O que o Fórum das Entidades busca no momento não é afrontar o governo que se inicia, mais sim, mostrar que com um pouco mais de boa vontade e empenho, tudo pode resolver, evitando assim um desgaste entre servidores e governo.

Ainda não se esgotou  o diálogo, porém há necessidade de maior entendimento entre equipe econômica do governo de Goiás e servidores, que buscam pelos seus direitos e não por aval em supermercados e farmácias.

*Definição*
Deliberou-se que na próxima segunda-feira,14, às 15h acontecerá uma Assembleia Geral Conjunta em frente a Secretária de Estado da Fazenda, cito à Avenida Meia Ponte, Setor Nova Vila, em Goiânia.

O post Tensão aumenta: associações e sindicatos definem data de assembleia geral para tratar sobre calote de dezembro pelo governo Caiado apareceu primeiro em Goiás 24 horas.

Veja Também

Vergonha nacional: com Iris, Goiânia está entre as capitais brasileiras que mais tem crianças fora da escola

Goiânia está entre as capitais brasileiras que mais tem crianças fora da escola, diz o Jornal Opção. “Só na lista de espera cadastrada são mais de 10 mil. O prefeito Iris prometeu dobrar o número de escolas em tempo integral e não fez. Pelo contrário, transformou escolas de tempo integral em dois turnos para abrir mais vagas e mascarar o déficit”, diz o vereador Lucas Kitão, em entrevista ao Jornal Opcão.

O post Vergonha nacional: com Iris, Goiânia está entre as capitais brasileiras que mais tem crianças fora da escola apareceu primeiro em Goiás 24 horas.