domingo , 19 agosto 2018
Home / Cultura / Vila Cultural Cora Coralina sedia oficinas da Funarte

Vila Cultural Cora Coralina sedia oficinas da Funarte

Presidente da Funarte concedeu, na unidade, entrevista sobre o assunto

 

O presidente da Fundação Nacional de Artes (Funarte), Stepan Nercessian, recebeu a imprensa na manhã desta quinta-feira, 19/7, na Vila Cultural Cora Coralina, para falar do Programa de Capacitação da Funarte, iniciativa que teve início em Goiânia no dia 17 e segue até o dia 21 deste mês. Neste período, serão realizadas 11 oficinas, nas áreas das artes cênicas, música e artes visuais, e dois seminários sobre os temas: Arte e Educação e História da Arte e História da Música.

Stepan Nercessian, que veio a capital goiana para prestigiar as oficinas de capacitação da Fundação, agradeceu o apoio da imprensa na divulgação do projeto, que teve boa repercussão, e falou do aspecto sentimental de estar na sua terra natal, de onde herdou as referências culturais e sua raízes, para abertura desse projeto considerado por ele como um dos mais importantes da Funarte.

O goiano também falou do reconhecimento que tem pelos artistas locais que, no passado, enfrentando dificuldades, fizeram muito pela cultura em Goiás. “É emocionante ver o nome de João Bênnio, um homem que fazia cinema em Goiás, e Cici Pinheiro, que fazia teatro, formava gente, incentivava pessoas a fazer teatro, é muito gratificante”, afirmou Stepan.

Goiás

Sobre a escolha de Goiânia para abrir o projeto, que deve percorrer outras seis capitais do país, o presidente explicou que, além do significado de se começar no centro do pais, na região Centro-Oeste, e também pela estrutura, Goiás foi o Estado que imediatamente se colocou à disposição para contribuir com a iniciativa da Funarte. O presidente ressaltou, ainda, a grande participação nas oficinas: “Estamos impressionados com o número de inscritos, mais de 800, é surpreendente”, completou.

Quanto a importância dessa capacitação, o presidente citou que é uma maneira eficaz de se manter a arte e a cultura vivas, preparando as pessoas, dando a elas mais informação sobre a realização e a promoção da cultura. De acordo com Stepan, a Funarte tem um grande número de profissionais, mestres capacitados, com vasta experiência, prontos a contribuírem com a cultura. O presidente afirmou que a itinerância das oficinas ajuda a Funarte a enfrentar o desafio de descentralizar os processos culturais. Para ele, “essas possibilidades de visitar o Brasil, levando e trocando informações e recebendo esse aprendizado, acaba sendo uma mão dupla, importante para todos os envolvidos em promover a cultura, no país todo”.

Para finalizar, Stepan falou do compromisso da Funarte em manter o que ele chamou de a bandeira do trabalho em relação a arte e a cultura. Neste sentido, segundo o presidente, o Ministério da Cultura tem conseguido demostrar, com a maior clareza possível, a importância da cultura também do ponto de vista do crescimento econômico do país e o quanto consegue contribuir para as pessoas evoluírem através das manifestações artísticas. “Cultura é uma luta que a gente tem que conquistar e temos que reconhecer isso. E cultura também dá dinheiro, e gera emprego”, completou o presidente da Fundação.

 

Goiânia, 19 de julho de 2018.

Comunicação Setorial da Seduce

 

 

 

 

Veja Também

Caiado inventa mais uma fake news e agora tenta queimar o Bolsa Universitária

Não tem fim o apetite de Ronaldo Caiado por fake news. No evento na Cidade de Goiás, neste sábado, Caiado afirmou que na sua gestão o Bolsa Universitária não vai ficar 8 meses atrasado. É mentira. O programa criado por Marconi Perillo e mantido pelo governador José Eliton já contemplou mais de 190 mil estudantes e não está com o benefício atrasado.

O post Caiado inventa mais uma fake news e agora tenta queimar o Bolsa Universitária apareceu primeiro em Goiás 24 horas.